Com a inutilização da versão 3.10 da NF-e e adoção do novo layout 4.0, você deve conferir alguns pontos bem simples no seu sistema para atender essas novidades.
Vale lembrar que nem todas as novas informações são obrigatórias, portanto, é importante checar com seu contador a necessidade de informá-las.

1. Configuração de Impostos

  • Você vai notar um novo botão, "Fundo de Combate à Pobreza (FCP)", clique nele:
  • Clique duas vezes no NCM que deseja configurar:
  • Selecione o Estado que deseja configurar:
  • Preencha, de acordo com a orientação do seu Escritório Contábil, o valor percentual do FCP do ICMS e do ICMS ST:

2. Cadastro do Produto

  • Ao selecionar o seu produto, vá na aba "Recomendações Fiscais", insira o "Indicador de Produção em Escala Relevante" (Obrigatório para os produtos no Anexo XXVII - 52/2017) e "salve":

Obs.: Se o seu produto for produzido em escala "não" relevante é obrigatório o preenchimento do CNPJ do Fabricante da Mercadoria:

3. Cadastro do Pedido

  • Ao incluir o seu Orçamento/Pedido de Venda, você vai adicionar o produto a ser vendido:
  • Ao selecionar o produto, você pode indicar as informações para Medicamentos e Rastreabilidade do Produto:

1. Medicamentos:

Para os medicamentos, deve ser inserido:

  1. Código de Produto da ANVISA;
  2. Preço Máximo para o Consumidor.

2. Rastreabilidade do Produto:

No caso da Rastreabilidade, alguns campos podem ser preenchidos também:

  1. Número do Lote;
  2. Quantidade de Produto;
  3. Data de Fabricação/Produção;
  4. Data de Validade;
  5. Código de Agregação.

Preparamos um vídeo bem legal para mostrar na prática as Novidades da NF-e 4.0.


Curiosidades

Com a implantação da versão da NF-e 4.0, a SEFAZ incluiu novas regras de validação para emissão das notas fiscais. Abaixo algumas curiosidades:

  • Na visualização do DANFE no layout 4.0, o número da fatura precisa sequencial numérico.

Antes:

Agora:

  • Na versão 3.10, era possível emitir uma NF-e com a data da parcela atrasada (sem gerar boleto). Com o novo layout , a SEFAZ valida e rejeita a nota fiscal, ou seja, a data das parcelas não podem ser anteriores a data de emissão da nota fiscal.
Encontrou sua resposta?