1. Acessando a Remessa de Produto

Acessando o Menu de Vendas e NF-e, clique na opção "Incluir", no grupo "Remessa de Produto" mencionado na figura acima.

2. Dados Principais da Remessa de Produto

  1. Cliente. Cliente para quem você está destinando as mercadorias. Caso seja um cliente novo, você pode incluí-lo diretamente daqui. Para isso, basta clicar no "lápis azul" e a inclusão do cliente será acionada. Confira também os artigos "Como cadastro meus clientes e fornecedores?" e "Quais são as informações obrigatórias para emitir uma Nota Fiscal de Produto (NF-e)?".
  2. Previsão. Data que indica quando você pretende faturar a nota fiscal e providenciar a entrega dos produtos para o cliente.
  3. Vendedor. Nem precisa de explicação :)
  4. Tipo do Frete. Defina como será realizada a entrega das mercadorias.
  5. Valor do Frete. Se ocorrer frete, informe o valor.

3. Incluindo os produtos

Clique no botão "Novo Item", conforme destacado na figura acima.

4. Escolhendo o produto

  1. Produto. Qual produto está sendo enviado. Ele deve estar previamente cadastrado no Cadastro de Produtos.
  2. CFOP. CFOP é a sigla de Código Fiscal de Operações e Prestações, das entradas e saídas de mercadorias, intermunicipal e interestadual. É um código numérico que identifica a natureza de circulação da mercadoria, ou seja, indica qual operação você fazendo. Converse com seu contador para entender quais CFOP's você deve utilizar.
  3. Quantidade. Quantidade que está sendo enviada do produto. É essa quantidade que vai ser baixada do estoque quando a remessa for faturada e a nota fiscal eletrônica for gerada.
  4. Estoque Disponível. Quantidade que você tem disponível no estoque do produto informado.
  5. Valor Unitário do Item. Valor que será destacado na nota fiscal.
  6. Valor da Mercadoria. Multiplicação do campo "Quantidade" pelo campo "Valor Unitário do Item". O Omie faz essa conta automaticamente pra você.
  7. Código NCM. NCM significa "Nomenclatura Comum do Mercosul" e trata-se de um código de oito dígitos estabelecido pelo governo brasileiro para identificar a natureza das mercadorias. Ele também indica qual a "alíquota do IBPT". Esse campo é preenchido automaticamente a partir do cadastro do produto.
  8. Código EAN (GTIN). Código de barras do produto, também preenchido automaticamente a partir do cadastro do produto.
  9. % do Desconto. Foi bacana com o cliente e concedeu um desconto? Informe o percentual aqui.
  10. Valor Total do Item. Multiplicação do campo "Quantidade" pelo campo "Valor Unitário do Item". O Omie faz essa conta automaticamente pra você, já acrescentando o valor do IPI e substituição tributária (caso tenha sido informado) e já subtraindo o desconto (quando informado).

5. Definindo os impostos ICMS, ICMS Substituição Tributária, IPI, PIS e COFINS

Acesse as abas "ICMS", "ICMS Substituição Tributária", "IPI", "PIS" e "COFINS", conforme indicado na figura acima, e preencha as informações necessárias para o cálculo dos impostos. Seu contador pode te ajudar bastante e ele é a pessoa indicada para responder o que você deve colocar em cada campo, pois isso varia muito em função do enquadramento legal de sua empresa x o produto que você está enviando x o tipo de operação que está sendo realizada.

6. Informando o peso líquido, peso bruto e informações adicionais

Acesse a aba "Informações Adicionais", conforme indicado na figura acima, e preencha as informações. Aqui tem um detalhe importante: o conteúdo informado no campo "Informações para a Nota Fiscal" será impresso na nota fiscal. (obviamente....rs rs rs)

#DicaDoDia Precisa emitir a nota fiscal para o seu cliente, mas os produtos não podem dar as saídas no Estoque? Então marque o ícone "Não gerar a saída de estoque deste item ao emitir a NF-e".

Encontrou sua resposta?